‘O Espelho d’Água’ estará à venda na lojinha da Editora Medita e será lançado com música e leitura coletiva

10421352_616806211755940_3779550329576756707_nAndarilhos, amantes de terras distantes, paisagens novas e desconhecidas, ou simplesmente os andarilhos das letras, que tanto viajam com os olhos debruçados sobre elas, estão convidados para o lançamento do segundo livro da Coleção de obras inéditas Galo Branco, que está sendo publicada pela Editora Medita.

Trata-se do livro “O Espelho d’Água”, de Sarah Valle, com ilustrações de Natália Gregorini. O lançamento acontece no dia 4 de julho, sábado, a partir das 19h, no Espaço Ideia Coletiva, no centro de Campinas.

Além da presença da autora e ilustradora, o lançamento terá uma programação variada de atrações artísticas. A partir das 19h, acontece uma apresentação com o músico Leon Spiandorelli, acompanhado de sua harpa “Vitória”. Leon iniciou seus estudos de harpa em março de 2012, no Conservatório de Tatuí. Como já possuía conhecimentos musicais provindos do estudo de piano erudito, o desenvolvimento no estudo e prática musical da harpa foi acelerado.

1798065_1409474009305198_1250063654_nPresente em praticamente toda a história da humanidade, a harpa é um dos instrumentos musicais mais antigos de que se tem conhecimento, observada até mesmo em desenhos na tumba do Faraó Ramses III. Seu timbre, por mais suave e angelical que seja, é capaz de exprimir as mais variadas emoções, de calmaria a tempestade. Além disso, é um instrumento harmônico: suas cordas vibram independentemente, permitindo ao músico executar pequenos detalhes da música, além de sua melodia e acompanhamento. O músico utiliza em suas apresentações uma harpa céltica, carinhosamente nomeada de Vitória por sua dona anterior, nomeação que ele decidiu manter.

11377234_1597005447255510_4056898432872527957_nA partir das 20h, o público poderá assistir a outra apresentação musical com o poeta e músico Augusto Meneghin que, acompanhado de violão e belas letras, traz uma melodia delicada e poeticamente construída. Augusto será o próximo autor a ter um livro publicado pela Coleção Galo Branco.

Uma leitura coletiva do livro de Sarah Valle também acontecerá a partir das 21h.

No dia do lançamento, “O Espelho d’Água” será vendido pelo preço de R$ 10,00, assim como o primeiro livro da coleção Galo Branco, “Espanto”, de Pedro Spigolon. Quem comprar o livro pelo site da Editora Medita no período que vai até a data do lançamento, receberá o exemplar com a assinatura da autora e da ilustradora.

Além disso, quem quiser adquirir o outro livro da coleção já publicado, “Espanto”, poderá comprar os dois livros, tanto pelo site, como no lançamento de “O Espelho d’Água”, pelo valor de R$ 15,00.

O lançamento tem entrada gratuita e é aberto a todos. O Espaço Ideia Coletiva fica na Rua Sacramento, 610, Centro – Campinas. Mais informações na página da Coleção nas redes sociais e também no evento criado para o lançamento.

A Coleção Galo Branco foi contemplada com o edital do ProAc de apoio a projetos de publicação de livros – coleção de obras inéditas, e publicará, ao longo do ano de 2015, sete títulos inéditos, totalizando 10.500 livros impressos. Os autores que terão suas obras publicadas pela Coleção são: Pedro Spigolon, Sarah Valle, Augusto Meneghin, Ana Júlia Ana Julia Carvalheiro, Jefferson Dias, Anderson Kaltner e Danilo Carandina.

10636914_957138527640447_7282516467813621377_o“Querendo ir além das bordas, caíram nas águas do Espelho, turvando-o. Então Io fez emergir as ilhas, para que não se afogassem. Com o tecido de seu coração os cobriu para que dormissem. E o tempo passou a lhes por colares nos pescoços.”

Sarah Valle, em “O Espelho d’Água”

ilustração 2
Ilustração de Natália Gregorini para o livro “O Espelho d’Água”
Anúncios

‘O Espelho d’Água’, 2º livro da Coleção Galo Branco, será lançado no espaço Ideia Coletiva

11401239_614807428622485_4044501932838905538_n

No próximo dia 4 de julho, sábado, a partir das 19h, acontece no espaço Ideia Coletiva, localizado no centro de Campinas, o lançamento do segundo livro da coleção de obras inéditas “Galo Branco”, publicada pela Editora Medita: O Espelho d’Água, de Sarah Valle, com ilustração de Natália Gregorini.

No lançamento, que terá a presença da autora, o livro estará à venda por R$ 10,00. Para quem não pode comparecer ao lançamento do primeiro livro da coleção, Espanto, livro de poemas de Pedro Spigolon, este também estará à venda.

O lançamento terá também uma leitura coletiva do livro “O Espelho d’Água” e apresentações musicais com Augusto Meneghin, que também terá um livro publicado pela coleção Galo Branco, e com o harpista Leon Spiandorelli e o som lírico e suave de sua harpa, “Vitória”.

11036802_942306539125031_6072404322084596350_nPrimeiro romance da coleção Galo Branco, o livro O Espelho d’ Água foi escrito pela autora ao longo de sete anos e imerge o leitor em um universo outro, de terras e águas distantes, com uma arquitetura imagética e linguística delicada e, ao mesmo tempo, pungente, a resgatar figuras emblemáticas da literatura de viagem, como a do andarilho, esses (des)vendadores dos mundos possíveis e impossíveis.

Uma história de fins de mundo e também de sobrevivência, O espelho d´água vem acompanhado das ilustrações poéticas de Natália Gregorini, que conversam diretamente com a história narrada, sendo como uma viagem dentro dessa outra viagem que o romance de Sarah nos convida a realizar até as Ilhas d’Água.

A coleção Galo Branco foi contemplada pelo edital nº 34/2014 do Programa de Ação Cultural (ProAC) “Concurso de apoio a projetos de publicação de livros – Coleção de Obras inéditas – no Estado de São Paulo” e publicará, até o final do ano, 7 livros inéditos, em um total de 10.500 livros impressos. Os autores que terão sua obras publicadas pela coleção são: Pedro Spigolon, Sarah Valle, Augusto Meneghin, Ana Julia Carvalheiro, Jefferson Dias, Anderson Kaltner e Danilo Carandina. Os lançamentos acontecerão até dezembro em cinco cidades do interior do estado de São Paulo.

O lançamento terá entrada gratuita. Mais informações no evento criado no facebook.

10387473_942903869065298_1477474016059895551_n“O menor dos quintais cheira a coco das roupas. Ao fundo, canteiros guardam flores comuns. Um menino recolhe pétalas e as coloca sobre os dedos fingindo serem esmalte. A moça estica as sandálias, imersas sob um fio que vaza. No espaço pequeno e infinito do quintal, o menino mantém-se ao seu redor, perto o suficiente para ouvir. De hora em hora, fitam o céu e assim farão até que venha o fim de uma tarde sem amanhã e sem tédio. Abrem um livro que trata de cedros, terebintos, nevoeiros distantes e espécies desconhecidas. Perdido entre olmos e oliveiras, há um lago. E, em seu meio, um casebre. Dentro, uma sala com almofadas. Ciprestes queimam, janelas embaçam. Caso algum dedo as toque, é capaz de congelar. Impossível sair agora. Portanto, façamos café ou chocolate. Aqui é um lugar para se ouvir uma história!” (Sarah Valle, O espelho d’água, p. 12).